Diferentemente de outros animais enquanto filhotes, todos os peixes, já ao nascerem, começam a comer. No entanto, a forma com que se alimentam é que varia muito de acordo com a espécie.

Dependência

Peixes onívoros, como filhotes de molinésia ou molly que é considerado um dos melhores peixes para aquários de água doce, espadinha e lebiste, já nascem com o formato de peixes adultos e imediatamente começam a se alimentar de ração e microorganismos, sem dependerem de seus pais para se alimentarem.

Já outra espécies, como filhotes de acarás e ciclídeos, são dependentes dos pais para se alimentarem. Ao nascerem, os filhotes de acarás, por exemplo, se fixam no corpo do pai ou da mãe e se alimentam da mucosa que ambos liberam durante esse período. No entanto, dentro de aproximadamente sete dias, quando começam a adquirir a aparência de peixinhos, já é preciso oferecer a eles crustáceos aquáticos em fase larvar, os chamados náuplios, caso contrário, eles acabam por machucar os pais ao se alimentarem da mucosa. Recomenda-se, inclusive, separá-los durante esse processo.

E os ciclídeos, na maioria das vezes, ficam guardados e protegidos pelos pais dentro de suas bocas, alimentando-se dos restos, ali mesmo.

Alimentos específicos

Atualmente já são comercializados alimentos para peixes filhotes, que são produzidos especial  e especificamente para cada fase de vida em que eles se encontram: fase larval, fase alevino e fase juvenil.

Comparadas com as rações para peixes adultos, as rações para filhotes possuem partículas menores, são mais proteicas e contêm mais cálcio, para o desenvolvimento do esqueleto do animal.

Ciclídeos - Alimentos para peixes filhotes

Espécies como os ciclídeos ficam protegidos pelos pais dentro de suas bocas, alimentando-se dos restos.

Quantidade

Assim como para peixes adultos, não existe um cálculo para a quantidade de alimentos para peixes filhotes  e sim uma regra básica que é oferecer alimento até notar que o animal não está mais consumindo, por já estar saciado.

Como oferecer

A quantidade de ração ideal e a forma de se oferecer o alimento deve ser a mesma  que se oferece para o peixe adulto, de duas a três vezes ao dia, em porções controladas para que não haja sobras e estas não se dissolvam na água.

Quanto mais vezes se oferecer o alimento, mais rápido será o crescimento e o fortalecimento do peixe.

Mudança para ração de peixes adultos

Deve-se passar a dar rações de peixes adultos a partir do momento em que a ração para filhotes, seja da fase alevino ou juvenil, não estiver mais sustentando o animal. Isso pode ser percebido quando há necessidade de se oferecer a ração muitas vezes e esta ser consumida rapidamente.

As rações para peixes adultos são maiores, com maior nível de gordura, um pouco menos de proteínas e mais vitaminas, formuladas para reforçar o sustento do animal.

Cuidados no momento da alimentação

Se os peixes adultos já são sensíveis, os filhotes são ainda mais, portanto existem alguns cuidados a serem tomados na hora de alimentá-los. É muito importante ater-se à higienização das mãos, lavando-as com sabão e enxaguando-as bem, para evitar contaminação.

Assim como é feito para alimentar peixes adultos, também deve-se tomar cuidado com o sistema de circulação e movimentação do aquário, pois devido à sensibilidade dos filhotes, dependendo da movimentação é possível até levá-los à morte.

E por último, separar os filhotes dos peixes adultos, pois na hora da alimentação, dependendo da espécie, o adulto pode acabar se alimentando do próprio filhote, não porque ele seja carnívoro e sim devido à euforia do momento.

desligar sistema de filtragem - Alimentos para peixes filhotes

Deve-se desligar todo e qualquer sistema de circulação, movimentação e filtragem do aquário na hora de alimentar os filhotes.

Alimentos vivos

É importante acrescentar que, dentre os alimentos para peixes filhotes, é essencial a ingestão de alimentos vivos. Assim, garante-se o crescimento e o desenvolvimento saudável do animal.

Ficou com alguma dúvida sobre alimentos para peixes filhotes? Compartilhe nos comentários. Teremos uma grande satisfação em respondê-la!