Conheça os melhores peixes para aquário de água doce para aquaristas iniciantes.

Você está pensando em ter um aquário em sua residência ou local de trabalho? Se a resposta for positiva, com certeza deve estar imaginando quais espécies de peixe adquirir. Porém, antes de qualquer aquisição, é essencial decidir se esse aquário será de água salgada ou doce.

Cada tipo de aquário tem suas próprias vantagens e espécies de peixes únicas para a temperatura da água. Como os peixes de água doce são os mais fáceis de serem encontrados, hoje daremos destaque a eles.

Os peixes para aquário de água doce estão separados em dois grupos: de água sem aquecimento e água com aquecimento.

 

Peixes para aquário de água doce sem aquecimento

Aquários de água fria mantêm a água em temperatura ambiente. É o melhor tipo de aquário para iniciantes, pois além de apresentarem menos custos com manutenção, ensinam aos aquaristas sobre cuidados básicos, necessitando apenas de um sistema de filtragem e uma luz para promover a saúde dos peixes. Também é essencial um termostato, pois apesar de serem peixes de água fria, o equipamento garante que a temperatura da água não varie tanto e não cause danos aos animais. As espécies ideais para aquários de água fria são:

 

Peixinho Dourado ou Goldfish (Kyngyo)
Nome científico: Carassius auratus

Originária do oriente, esta é uma espécie com muitas variedades de tamanhos e cores, algumas até mais extravagantes, com cabeças grandes ou caudas vistosas. São peixes de águas mais calmas e a maioria das variedades apresenta nado lento. São principalmente criados em tanques ou laguinhos de jardim, e também são próprios para aquário mas, à medida que crescem, devem ser presenteados com um aquário maior pois, em tamanho adulto pode chegar, dependendo da variedade, a 15 cm da cabeça à base da cauda.

São considerados rústicos, mas em condições de água não adequadas, definham prolongadamente, até morrer. Estes peixes preferem temperaturas entre 18 e 24°C e tendem a ser porcalhões. Por isso, é essencial trocar 10% da água a cada semana e, se possível, tratar a água com uma desclorinador/condicionador de água. Sua alimentação deve ser variada e conter muita matéria vegetal e fibrosa. Com a chegada da primavera deve ser aumentada a quantidade de alimentação, assim como a quantidade de proteína na dieta.

Espécie Goldfish
Goldfish

 

Tetras 
São pequenos e reconhecidos por seus corpos prateados e nadadeiras vermelhas marcantes. Porém as cores variam de acordo com a região e a espécie. Encontrados, principalmente, nos córregos e rios da América do Sul e África, são extremamente resistentes, vivendo por até 10 anos, e muito ativos, estando sempre em movimento. Tendem a nadar no meio do tanque e não gostam muito de “confrontos” com outros peixes.

Funcionam bem em temperaturas que variam entre 18-28° C. Este é um peixe pacífico, mas prefere viver em grupo. Se ficar sozinho no aquário, tende a ser mais tímido. É importante incluir rochas, plantas e outros esconderijos para eles. Espécies como a Tetra Neon e Cardinal Tetra estão entre os mais populares de todos os peixes de água doce, adicionando um toque de brilho e interação social para o aquário.

Para essa espécie, o sistema de termostato é essencial.

Espécie Tetra Rosado
Tetra rosado

 

Carpas
Nome científico: Cyprinus carpio haematopterus

São peixes muito dóceis, alegres e ativos e  vivem muito bem em grupo. Devido à rápida adaptação, estes peixes podem viver em qualquer região do país, em lagos e, quando pequenos, também em aquários. A temperatura da água deve estar entre 15º e 25ºC. A espécie de carpa mais conhecida é a japonesa Nishikigoi.

Por sua beleza atrair a atenção, é comum  encontrá-las em vários locais do mundo como decoração em lagos de jardins. O brilho de suas escamas faz com que sejam vistas até em águas escuras.

Sua alimentação deve ser bem variada, com ração de qualidade, minhocas, tubiflex, artêmias, dáfnias, abóbora, batata doce, cenoura, espinafre cozido, pedaços de camarão, além de poderem consumir restos de comida humana.

Espécie Carpa
Carpa


Peixes para aquário de água doce com aquecimento

Considerado a evolução natural para o aquarista intermediário, um aquário aquecido permite manter maior diversidade de peixes tropicais, com temperatura variando, tipicamente, entre 22 e 28°C. Para essa espécie de aquário, existem no mercado dois tipos comuns de aquecedores: aquecedor sem termostato e aquecedor com termostato. Os peixes ideais para águas aquecidas são:

 

Betta
Nome científico: Betta Splendens

É considerado como o mais belo peixe de água doce e, assim como o peixinho dourado, está entre as espécies mais comuns, pois exige menos cuidados e são incrivelmente resistentes. A temperatura ideal para o betta é  entre 24 e 27°C. Originárias da Tailândia, Indonésia, Vietnã, Malásia e partes da China, existem 65 espécies de peixes classificados como betta e podem ser encontrados em mais de 25 diferentes cores e padrões. O tipo mais comum no Brasil é o Betta Splendens, que também é chamado de peixe de combate siamês ou peixe de combate japonês.

Ao contrário da crença popular, existem alguns companheiros de aquário apropriados para o betta, mas achar peixes compatíveis é difícil. Mesmo alimentando-o com ração de qualidade é importante dar alimentos vivos ao menos uma vez por semana. Também essencial que o aquário tenha tampa, pois são peixes saltadores e costumam pular para fora do aquário.

Espécie Betta
Betta

 

Dânios

Por serem resistentes e suportarem bem uma variedade de condições, eles são uma primeira escolha perfeita para quem está começando com um aquário com aquecimento. De origem das águas paradas e correntes da costa oeste da Índia e Sri Lanka, dânios são ativos e pequenos e leais com seus “companheiros”.  Normalmente, preferem ficar em um grupo perto da superfície da água. A maioria tem listras horizontais brilhantes que chamam a atenção enquanto nadam perto do topo. Para eles, a temperatura ideal varia entre 22 e 24°C e quando adultos têm em média 6 cm.

Espécie Dânio
Dânio

 

Molly
Nome científico: Poecilia latipinna

O Molly, ou Molinésia, não é apenas uma espécie de peixes, e sim várias com o mesmo nome. Nativo do Sul dos EUA até Norte do México, trata-se de um peixe pacífico, por isso é uma boa escolha para aquários comunitários, com vários tipos de peixes. É uma espécie com uma variação de cor muito grande, indo do albino ao negro, se adapta à água doce e à salgada e prefere uma temperatura que varia entre 21 e 28°C. São peixes vivíparos portanto, a aquisição de um macho e uma fêmea pode resultar em bebês. Porém, eles tendem a comer os jovens se não houver vegetação suficiente para os bebês se esconderem. Outro motivo para que haja vegetação no aquário é que requerem uma dieta vegetal, mesmo a ração fornecendo todos os nutrientes necessários.

Espécie Molly
Molly

 

Neon Cardinal
Nome científico: Paracheirodon axelrodi

São peixes nativos da América do Sul, encontrados em toda a bacia amazônica. Por viverem naturalmente em cardumes, devem ser mantidos em grupos de no mínimo seis indivíduos, mas quando possível, acima de 15 peixes. Possuem cores vibrantes e comportamento sociável, por isso são muito bem quistos no ramo do aquarismo. Para manter a qualidade de seu habitat, a água deve estar entre 25°C e 30°C.

É onívoro por natureza, mas em cativeiro aceita bem todo tipo de ração, tanto em flocos como em grânulos, além de alimentos vivos e congelados. Necessita de ração à base de vegetais pelo menos uma vez por semana.

Espécie Neon Cardinal
Neon cardinal

 

Estas são as melhores espécies para quem quer começar a se aventurar no ramo do aquarismo. Agora é só escolher as que mais agradam e mãos à obra!

E você, qual peixe para aquário de água doce você sugere para quem quer ter um aquário? Deixe seu comentário!