“Não importa o que você esteja comendo, humano. Eu quero!” Esse parece ser o lema de todos os nossos amigos de quatro patas, e os cães são verdadeiros mestres da arte dramática, especialmente quando o assunto é pedir petiscos.

A Páscoa traz consigo o consumo dos irresistíveis ovos de chocolate e com eles a seguinte dúvida para quem tem animais de estimação: cachorro pode comer chocolate?

 Mas será que oferecer alimentos de humanos é realmente o melhor para o pet?

A resposta é não! Alguns dos alimentos que consumimos não só deixam nossos pets mal acostumados (pois alguns rejeitam as rações e alimentos próprios, preferindo restos de comida), como podem ser verdadeiros venenos para nossos bichinhos.

 

Afinal, cachorro pode comer chocolate?

Estudos comprovam que o chocolate é, sem dúvida, um dos alimentos mais tóxicos para o organismo dos cães. A menor quantidade que seja consumida por um organismo canino pode levá-lo à morte.

O chocolate provoca uma intoxicação grave que, atualmente, é um dos principais tipos de envenenamento e causa de morte de animais de pequeno porte. Assim, se quiser evitar danos graves à saúde de seu cãozinho, jamais ofereça chocolate a ele.

Alguns alimentos deixam os pets mal acostumados - Cachorro pode comer chocolate?

Alguns alimentos que consumimos não só deixam nossos pets mal acostumados como podem ser verdadeiros venenos para nossos bichinhos.

 

 

O chocolate é tóxico

A teobromina e a cafeína presentes nos chocolates são elementos potencialmente letais ao organismo dos cães. Vale lembrar que, quanto mais escuro o chocolate, maior a concentração desses elementos.

Quando um cachorro consome substâncias como essas, ainda que em pequena quantidade, pode sofrer reações alérgicas gravíssimas, além de tremores, convulsões, descontrole da pressão arterial, taquicardia ou arritmia. E como não há antídoto para esse tipo de intoxicação, os efeitos nocivos causados pelo chocolate ao sistema nervoso e ao coração, dependendo do porte e do nível de sensibilidade do animal, podem até mesmo fazer com que ele entre em coma e morra em pouquíssimo tempo.

 

Artigos Relacionados

 

Sintomas de cachorro que comeu chocolate 

Quando nos perguntamos se cachorro pode comer chocolate, é importante saber que dentre esses dois componentes tão tóxicos para cães, a cafeína é a que o organismo absorve com uma velocidade muito maior. Assim, alguns dos primeiros sintomas de intoxicação por chocolate estão ligados justamente aos efeitos dessa substância, ou seja, inquietação, hiperatividade, excitação, respiração excessivamente ofegante e aceleração do pulso cardíaco.

Os primeiros sinais de intoxicação podem começar a surgir cerca de duas a quatro horas após o consumo do chocolate, e podem se estender por até 72 horas. Outros sintomas bastante comuns que podem ser apresentados por um cão que ingeriu chocolate são: vômito, diarreia, febre, tremores musculares, movimentos descoordenados, convulsões, hemorragia intestinal, etc.

Fica então o alerta: tão logo se perceba esses sintomas no seu pet, será necessário levá-lo ao veterinário o mais rápido possível, a fim de prestar o devido atendimento de socorro, antes que o quadro se agrave. Vale lembrar que como não há antídoto para esse tipo de envenenamento, o tratamento será completamente sintomático, isto é, o veterinário avaliará a situação e tentará minimizar os danos e o sofrimento para que o animal supere a intoxicação e consiga se recuperar.

Levar ao veterinário - Cachorro pode comer chocolate?

Ao perceber sintomas como vômito, diarreia, febre, tremores musculares no seu pet, será necessário levá-lo ao veterinário o mais rápido possível.

 

 

Chocolates próprios para cachorro

O faro de nossos amigos caninos é quase que infinitamente mais aguçado que o olfato humano. É por isso que eles são capazes de identificar, pelo cheiro, o exato momento em que estamos nos alimentando. E períodos como a Páscoa acabam se tornando ainda mais agitados para eles.

Mas nem tudo está perdido: para aqueles que morrem de pena de ver seu cãozinho pedindo o que não pode comer, as notícias são ótimas! Já existem no mercado várias opções de chocolates para cachorro, feitos especialmente para não causar danos ao organismo do pet. Eles são produzidos à base de alfarroba, um vegetal natural, rico em vitaminas e minerais, e o mais importante: completamente livre de teobromina e cafeína.

Quem tem crianças em casa também pode passar um pouco de dificuldade para controlar a dieta do cachorrinho companheiro. Neste caso, é imprescindível que os adultos expliquem aos pequenos os efeitos do chocolate na saúde dos pets, e os orientem a não oferecerem chocolate ao cão. Vale sempre mais a conscientização do que a simples proibição. Pode parecer clichê, mas quando se fala em saúde de um pet, cuidado nunca é demais, e prevenir é sempre o melhor remédio!

Ficou com alguma dúvida se cachorro pode comer chocolate ou quer saber mais sobre o assunto? Deixe seu comentário. Será um prazer poder ajudar! 

Cadastre-se em nossa Newsletter