É muito comum pessoas, ainda que sem experiência no ramo do aquarismo, terem vontade de ingressar no hobby e acabarem adquirindo alguns peixes para terem em casa o seu próprio aquário. Entretanto, também é comum sabermos que esses peixes começaram a morrer depois de um tempo. Quando isso acontece, é muito importante pedir orientações para quem realmente entende do assunto.

Neste artigo, você irá conferir um fato acontecido com Daniela, uma cliente Agrosete, que nos relatou sua experiência ao adquirir um pequeno aquário para presentear seus filhos e que um tempo depois seus peixes começaram a morrer.

Ainda assim, é importante lembrar que o que deu certo para este cliente pode não funcionar em outras situações, já que estamos falando de seres vivos frágeis e delicados. No entanto, vale a dica de se buscar ajuda especializada.

 

O relato

Adquiri, para presentear meus filhos, um aquário de 6 litros (com  21 cm de largura, 20 cm de altura  e 19 cm de profundidade). Junto com ele, comprei também filtro, aquecedor, cascalhos e três peixes da espécie corydora.

Nos primeiros 15 dias, tudo ocorreu normalmente, até que um dos peixinhos acabou morrendo. Não me preocupei tanto, pensei: “acontece, acho que ele não estava bem.” Passaram-se três dias  e o segundo peixe morreu também.

 

Artigos Relacionados

 

Você tinha ideia de porque os peixes começaram a morrer?

Diante da situação, ficou claro que algo não estava bem. Mas qual poderia ser o motivo pelo qual os peixes começaram a morrer?

– Espuma na superfície do aquário?

– Resto de alimento no fundo do aquário?

– Aquário sem a tampa?

Troca parcial de água mal feita?

Cloro na água?

 

Obtive explicações sobre todas essas questões, desta forma, imaginei não haver motivos para que quase todos os peixes do aquário terem ido a óbito. Ainda havia um sobrevivente, no entanto, a ideia de comprar novos peixes teria de ser descartada até que eu conseguisse identificar o motivos dessas mortes.

Após ter feito todos os tipos de testes, entrei em contato com a Agrosete. Contei ao Alan o ocorrido que, prontamente, fez alguns questionamentos a fim de encontrar a solução.

 

Qual foi a primeira questão levantada?

A primeira questão foi sobre o pH da água. Diante disso, comprei e fiz o teste de pH. Pronto, era isso. O resultado deu muito alterado, a água estava muito alcalina, então tive que adquirir um produto chamado Mbreda pH Teste para regular o pH da água que estava muito alto. 

Vale lembrar que o teste é feito com apenas uma gota por vez e tem durabilidade para 400 testes.

 

Você sabia como baixar o pH da água?

Mesmo seguindo a orientação de utilizar a água da torneira, o pH estava muito alcalino porque, segundo explicações que obtive, a água do condomínio onde moro passa por um filtro central, processo que tende a aumentar a alcalinidade.

Quando fui comprar o teste de pH, resolvi trazer mais três peixinhos um betta e um corydora e um corydora albino, pois já sabia qual era o problema e iria resolver. Entretanto, não conseguia deixar o pH neutro.

E agora, o que fazer com os peixes que eu tinha comprado e estavam num saco de água e ar?

Montei num recipiente, um aquário temporário com a água no pH testado e neutro, apenas para acondicionar os peixes novos,  e no aquário com pH desregulado (e com um corydora dentro), fui pingando vagarosamente o produto PhDown, da Ocean Tech, para regular o pH, mas este não baixava e já estava tentando isso há quatro dias.

Seria o cascalho? Não, pois segundo consta o cascalho que adquiri tem pH neutro.

Liguei para a Agrosete novamente e o Alan me explicou que a reserva alcalina (kh) poderia estar muito alta. Então, desta vez comprei Discus Buffer, da Seachem, outro produto recomendado por ele e apliquei na água do aquário. Enfim, deu certo. Consegui regular o pH e hoje, todos os quatro peixes estão bem e saudáveis.

 

Você continua monitorando o ph?

De vez em quando faço o teste de pH para me certificar de que tudo está sempre correto. O produto dura muito.

 

Aquário monitorado - Meus peixes começaram a morrer no aquário. Saiba o que eu fiz

O aquário é monitorado com testes de pH para certificação de que tudo está sempre correto.

 

O que aprendeu com o ocorrido?

Se os peixes começarem a morrer, mesmo tendo feito tudo direitinho, a dica que um aquarista iniciante pode dar é: teste o pH da água e, se estiver desregulado, corrija-o. E se ainda tiver dúvidas sobre o que fazer, procure por quem realmente entende do hobby.”

 

Você já passou por alguma experiência semelhante em que seus peixes começaram a morrer? Compartilhe conosco seu relato deixando-o nos comentários. Desta forma, você também poderá ajudar outras pessoas.

 

Colaboração Daniela Betin Matarazo

Daniela e filhos - Meus peixes começaram a morrer no aquário. Saiba o que eu fiz!

Daniela Betin Matarazo e seus filhos, Felipe e Rafaela, são clientes Agrosete e iniciaram no hobby do aquarismo.

 

Cadastre-se em nossa Newsletter