Sua calopsita fugiu e você não sabe o que fazer?

A fuga ou escape de uma ave é sempre uma situação muito triste, desesperadora e preocupante.

Devemos lembrar que as aves se locomovem pelo voo, portanto quando há uma fuga, alcançá-las e trazê-las de volta é algo mais difícil, mas não impossível.

Com o intuito de auxiliar tutores que podem  vir a passar por essa apreensiva experiência, selecionamos algumas dicas muito importantes. Confira!

 

Fugir é um ato instintivo

Em primeiro lugar precisamos nos atentar ao fato de que pelo instinto, qualquer animal alado, quando acuado ou  assustado, tem como impulso voar para algum lugar alto e supostamente seguro.

Calopsitas são aves desconfiadas por serem “presas fáceis ” em seu ambiente natural, portanto qualquer barulho ou ruído anormal (e aqui podemos acrescentar latidos, buzinas, sirenes, rojões ou até mesmo um utensílio doméstico) pode fazer com que fujam instintivamente.

Quando temos aves em casa, somos nós, os tutores, que devemos cuidar e garantir toda a segurança possível, para que nosso pet de asas fique protegido e resguardado.

 

Pata Mania - Acesse agora!

 

Como evitar fugas

Confira algumas precauções para manter a calopsita em segurança:

  • Tenha um ambiente próprio para a ave estar;
  • Mantenha janelas ou qualquer abertura teladas. Telas de segurança são excelentes e evitam muitos acidentes. 
  • Conserve as portas fechadas.

Aves fogem por encontrarem “rotas de fuga”, por isso quando sua calopsita estiver solta pelo ambiente da casa, certifique-se de que não há como a ave fugir, independentemente de ter penas aparadas (cortadas) ou com as asas íntegras, pois esta não é uma condição que garante segurança.

 

Artigos Relacionados

 

Possibilidades perigosas

Há ainda outras possibilidades perigosas como: um descuido de porta ou janela abertas, pequenas frestas, casas com crianças pequenas. Desta forma, quando deixamos nossos filhos de penas à vontade, precisamos nos cercar de cuidados em todos os detalhes.

Não somente aves que circulam pelo ambiente da casa estão sujeitas a escapar, mas aves que estão em viveiros ou gaiolas também são susceptíveis. Algumas calopsitas, inclusive, aprendem com facilidade como abrir as portas de seus viveiros e acabam por escapulir dessa forma.

Em casos assim, é necessário colocar um cadeado, mosquetão ou algo que trave a saída da ave.

Mantenha portas e janelas fechadas - Minha calopsita fugiu, e agora?

Mantenha portas e janelas fechadas ou teladas para evitar a fuga.

 

Minha calopsita fugiu. Como devo proceder?

Se mesmo com os devidos cuidados, sua calopsita fugiu, tome as seguintes providências:

  • imediatamente após a fuga, tente chamar a ave de volta e veja onde ela pousou;
  • coloque vocalizações de calopsitas para que, caso esteja próxima, sua ave possa responder e, eventualmente, orientar-se pela vocalização, voltando para mais perto do ponto de fuga;
  • espalhe cartazes com foto e telefone para contato; 
  • divulgue em grupos de redes sociais; 
  • se possível, converse com vizinhos. Quanto mais pessoas souberem, melhor será,  caso avistem seu pet.

As primeiras 24 horas após a fuga são cruciais, pois com o decorrer do tempo, sua ave possivelmente irá desidratar, estará faminta e poderá ser presa fácil para eventuais predadores, mas também poderá ser resgatada por alguém. Nesse caso, voltamos ao quesito “divulgação”, por isso quanto mais exposto for o anúncio de ave desaparecida, mais chances de alguém encontrá-la.

 

É dever do tutor manter a ave em segurança

É muito cruel e doloroso quando uma ave nossa foge, e evitar possíveis rotas de fuga, garante a segurança delas.

Para que nossos pets tenham toda a segurança, conforto e cuidados, tutores de aves devem se cercar de todos os detalhes de segurança para que as chances de fuga sejam mínimas. Vale, então, pensarmos e repensarmos todas as possibilidades de uma rota de fuga e assim, adequarmos e fazermos as adaptações necessárias para protegermos nossos pets.

Você já passou por essa experiência? Tem alguma dica para ajudar a resgatar uma calopsita que fugiu que não foi mencionada neste artigo? Deixe seu comentário! Desta forma, poderá auxiliar outros tutores.

 

Colaboração: Sandra Tiemi Yabuuti

Sandra Tiemi Yabuuti

Sandra é de Palmas (TO), atualmente é tutora de 36 aves (14 calopsitas e 22 periquitos australianos) e gerencia no Instagram o perfil Kiko e Aurora e turminha e no Facebook a fanpage Periquito Australiano.

Cadastre-se em nossa newsletter