Seu pet enjoou da ração e você não sabe o que fazer? Confira nossas dicas!

A alimentação dos pets, via de regra, não tem muitos segredos: desde que se alimentem com a ração adequada, dificilmente apresentarão problemas de saúde decorrentes de má digestão. No entanto, todos já passamos por aquele momento tão temido em que o animal acaba enjoando da ração.

Um dos fatores a serem considerados é o de que gatos costumam ser um pouco mais exigentes que cães quando o assunto é paladar. Mas isso não quer dizer que os cães aceitem se alimentar de absolutamente tudo que lhes seja oferecido. Aliás, isso nem mesmo seria saudável para eles.

A seguir, apontamos alguns cuidados com a alimentação de seus pets e algumas dicas para que ele não enjoe tão facilmente da ração oferecida.

 

Rotina de alimentação

Quando o assunto é alimentação, os pets se comportam como eternos filhotes. Por isso, são os tutores os responsáveis diretos tanto pelos horários quanto pela qualidade da alimentação.

Cães e gatos podem parecer enjoar da ração ou dos petiscos, mas o que ocorre é que, no momento em que são ofertados, os pets estão quase sempre saciados. Isso se dá quando o tutor não estabelece uma rotina de alimentação, segundo a qual cada tipo de alimento tem hora certa para ser ministrado.

Petiscos podem ser saborosos e até propiciar momentos de diversão ou distração (especialmente quando o animal é mudado de ambiente), mas necessitam de controle. Caso contrário, pode ser que seu pet acabe enjoando facilmente – tanto do petisco quanto da ração – ou até passe a pular refeições principais. Portanto, a responsabilidade é de cada tutor, de estabelecer regras de rotina para garantir que a alimentação fornecida vise o bem-estar do animal. 

 

Pata Mania - Acesse agora!

 

Armazenamento do produto

Embora o paladar dos pets não seja tão aguçado como o dos humanos, o faro é infinitamente mais potente. Assim, se a ração estiver mal armazenada, ou seja, se a saca da ração não estiver adequadamente limpa, conservada em ambiente fechado e com uma boa temperatura, o alimento pode murchar e até mesmo perder nutrientes e o sabor, fazendo parecer que o pet enjoou da ração.

Gatos e cachorros costumam perceber facilmente a má qualidade de um alimento, e podem recusar-se a comer uma ração assim. Lembrando que esses mesmos cuidados de conservação e armazenamento se aplicam aos petiscos.

 

Higiene do comedouro

A qualidade do alimento oferecido  também é influenciada pela higiene do comedouro, e também pode fazer parecer o pet enjoou da ração. Não se trata apenas de escolher o melhor recipiente, é importantíssimo limpá-lo antes e depois das refeições, a fim de não permitir que resquícios de alimentos velhos, de refeições (ou dias) anteriores, acabem por contaminar a ração fresca oferecida.

Além disso, é interessante reservar um local da casa no qual o pet possa se alimentar sossegado, e tomar precauções como: manter bebedouros e comedouros próprios para água e ração, separados do local de dormir ou mesmo dos sanitários (tanto do pet quanto dos humanos).

No caso dos gatos, inclusive, recomenda-se optar por optar por bebedouros de água corrente e comedouros ergonômicos, adaptados especialmente aos focinhos felinos.

 

Limpar comedouro - O pet enjoou da ração: saiba o que fazer

É importante limpar o comedouro antes e depois das refeições, para que resquícios de alimentos velhos não contaminem a ração fresca.

 

Troca da ração

Se realmente parece que o pet enjoou da ração e, em último caso, as dicas mencionadas anteriormente não surtiram efeito pelo fato de o animal continuar rejeitando a ração, a melhor atitude será trocá-la.

No entanto, ao optar pela substituição da ração, serão necessários alguns cuidados como: conferir se o alimento é indicado para a raça, porte e idade de seu pet. Se houver alguma dúvida, o ideal é consultar um veterinário de confiança para mais informações.

No caso dos felinos, convém lembrar que estes são de natureza carnívora, logo, deve-se privilegiar a escolha de rações com proteínas de origem animal, pois elas possuem os nutrientes necessários e mais adequados à manutenção do bom funcionamento do organismo.

 

Artigos Relacionados

 

Influência do clima e da temperatura 

Assim como ocorre com os humanos, os pets também tendem a perder um pouco do apetite em momentos de clima muito quente e abafado. Logo, não se assuste se, em um dia assim, parecer que seu pet enjoou da ração.

O melhor a ser feito nesses casos é oferecer água limpa e fresca e investir em rações úmidas (que podem ser encontradas em sachês) ou rações úmidas naturais, que favorecem uma ingestão maior de líquidos e mantêm os mesmos nutrientes de uma ração seca.

Outra dica bastante prática e simples – e que se encontra facilmente na internet – é a do picolé de carne, que funciona como uma ótima alternativa para aliviar os problemas que seu pet enfrenta nos dias muito quentes.

 

trocar ração - O pet enjoou da ração: saiba o que fazer

Se o pet continuar rejeitando a ração, a melhor atitude será trocá-la.

 

Consulte um veterinário

Se após seguir todas essas dicas, ainda assim seu pet parecer não se interessar pela alimentação oferecida, leve-o o quanto antes a um médico veterinário, a fim de avaliar a possibilidade de existência de problemas de saúde.

Cabe ressaltar que somente o veterinário pode identificar se há realmente algum problema e, se for o caso, indicar o tratamento mais adequado ao seu animal de estimação.

Pergunte também se há algum suplemento que ajude a melhorar o quadro do bichinho, e siga à risca as orientações dadas pelo profissional, pois ele certamente saberá como dar a melhor para a saúde de seu pet.

Seu pet enjoou da ração e você utilizou alguma alguma dica que não foi citada neste artigo? Compartilhe com a gente deixando um comentário. Você poderá ajudar outras pessoas!

Cadastre-se em nossa newsletter