Entenda as diferenças entre adotar gato macho ou fêmea.

Para muita gente, a decisão de ter ou não um pet é um tanto difícil, uma vez que eles não precisam apenas de um espaço, comida e água, mas demandam também certos cuidados e muito, mas muito amor.

Quando se opta por adotar gato então, esse tipo de preocupação é ainda mais frequente. Para alguns, os bichanos possuem a triste fama de serem egoístas e independentes demais para serem pets. Embora esse posicionamento seja bastante controverso, ainda é bastante difundido, o que faz com que muitos optem por outros tipos de bichinhos de estimação.

No entanto, antes de julgar os gatos como extremamente fofos ou totalmente apáticos, o ideal é conhecer suas características dominantes, tirar todas as dúvidas – e preconceitos – da mente.

E resta ainda outra dúvida: adotar gato macho ou fêmea? Será que adotar um gato ou uma gata faz alguma diferença no comportamento do animal em casa?

Via de regra, os gatos são a união perfeita entre a docilidade de um pet e a selvageria dos felinos, mas é preciso compreender que há características específicas, que podem variar conforme a raça ou mesmo o sexo do animal. Vamos a alguns detalhes importantes para entender melhor o comportamento desses charmosos peludos.

Pata Mania - Acesse agora!

 

Adotar gato: diferenças de comportamento

As principais diferenças de comportamento dos bichanos estão ligadas à personalidade. Enquanto gatos machos possuem hábitos mais brincalhões e territorialistas, as fêmeas costumam ser mais carinhosas e tranquilas. Com base nisso, vamos a outras diferenças:

 

Macho

Apresenta várias das características dos felinos selvagens, e uma delas é a proteção do território. Por isso é bastante comum que machos felinos procurem demarcar seu espaço de domínio pelo odor, urinando fora da caixa de areia, por exemplo.

Por esse mesmo motivo, podem se meter em brigas com maior facilidade, seja em defesa do território ou na maturidade sexual, momento em que os machos inclusive ficam mais propensos a fugir, principalmente em busca de parceiras.

Outra característica típica dos gatos machos é a de possuir um nível de energia maior que o das fêmeas, o que os torna naturalmente mais brincalhões. Assim, ao optar por um gato, enriqueça o ambiente com diversas opções de brinquedos e distrações. Ele vai adorar!

 

Fêmea

Ao contrário dos machos, as fêmeas felinas apresentam um comportamento mais caseiro e tranquilo, raramente buscam sair ou arrumar qualquer tipo de confusão. Normalmente se caracterizam por  possuírem tamanho menor em relação aos machos, e também por serem mais carinhosas.

No entanto, essas definições não são uma regra, pois podem variar conforme o pet, havendo inclusive gatas que não gostem muito de contato físico, nem mesmo com os tutores. 

O comportamento sexual das gatas também é diferente dos machos, pois elas possuem o período de cio – momento que pode ser bastante complicado para quem tem uma gatinha em casa, pois nessa fase as fêmeas costumam emitir miados bastante altos, a fim de atrair os machos das redondezas, o que inclusive aumenta os riscos de fuga das fêmeas, que tentam sair em busca do acasalamento. Leia também o artigo Gato no cio: o que fazer?

Quanto à energia, as gatas não são tão ansiosas quanto os machos, mas isso não quer dizer que não se interessem por brincadeiras ou atividades do gênero, e sim, é necessário e vale sempre a pena disponibilizar um brinquedinho ou acessório, para que se distraiam.

Diferenças de comportamento - Adotar gato macho ou fêmea? Entenda as diferenças

As principais diferenças de comportamento dos bichanos estão ligadas à personalidade.

 

Gato castrado: responsabilidade e mais tranquilidade 

Considerando que alguns dos maiores problemas em se adotar gato são os miados na madrugada, além de fugas e brigas, a castração é bastante recomendada, tanto para os felinos machos quanto para as fêmeas. Confira o artigo 6 dicas para evitar gato fujão.

Independentemente de como se comportava antes, um bichano castrado fica mais dócil, mais tranquilo e naturalmente caseiro, uma vez que a maior parte dos comportamentos felinos que incomodam está ligada à maturidade sexual e à busca pelo acasalamento. Assim, serão infinitamente menores as chances de que ele busque sair ou se envolver em brigas.

Além disso, cabe destacar que a esterilização previne doenças, e também demonstra que o tutor tem uma atitude responsável com seu pet, pois assim se evita o aumento do abandono de filhotes advindos de gestações indesejadas dos pets.

 

Artigos Relacionados

 

Adotar gato: a diferença está na personalidade do pet 

Um dos detalhes mais intrigantes desses animais de estimação é que, embora haja algumas diferenças quanto ao comportamento, nem tudo está ligado ao fato de serem machos ou fêmeas, e sim a peculiaridades relacionadas a sua criação e individualidade.

Assim como os humanos, os felinos são únicos. Possuem um tipo de personalidade, que se delineia conforme a rotina cotidiana a que são submetidos, ou mesmo por características individuais, muitas vezes inerentes a eles mesmos e a seus gostos. Independentemente de qualquer coisa, adotar gato – seja macho ou fêmea – significa proporcionar alguns cuidados mínimos para que ele viva bem, tais como:

 

Alimentação nutritiva

Oferecer rações de qualidade é vital para a saúde e bem-estar do seu gato. Além disso, no caso de bichanos castrados, a atenção precisa ser redobrada, devido a um risco maior de obesidade.

Prefira oferecer ao seu pet rações com ingredientes nobres, que possuam os principais nutrientes necessários ao bom funcionamento do organismo dele.

 

Limpeza e cuidado 

Como todos já sabem, normalmente os próprios gatos costumam cuidar de sua higiene, mantendo o pelo limpo através de lambidas, e com o hábito de fazer as necessidades na caixinha de areia. A propósito, gatos se estressam com facilidade ao terem que fazer suas necessidades em caixas de areia sujas.

Fica a recomendação: é preciso que o tutor faça a manutenção e a limpeza adequadas da caixa de areia, inclusive com o intuito de evitar problemas de saúde.

Leia também 8 dicas úteis para dar banho em gato.

 

Entretenimento

Oferecer brinquedos e opções diversas de atividades diárias é imprescindível, afinal, esses pets precisam de um modo eficiente para gastar a energia acumulada.

Bolinhas, postes de arranhar e varinha mágica costumam ser acessórios bastante utilizados e ajudam muito a ocupar seu brincalhão preferido.

 

Monitoramento da saúde

Toda adoção responsável envolve visitas regulares ao veterinário, a fim de monitorar a saúde e o desenvolvimento do pet, o que possibilita o diagnóstico precoce de doenças, bem como a realização de vacinas ou da vermifugação, quando for o caso.

 

Amor e carinho

Esse é o tópico mais agradável, o último – porém não menos importante – da lista! Cafunés, massagens e a simples companhia do tutor são imprescindíveis a esses peludos, pois fazem com que eles se sintam mais confortáveis e seguros, além de mais tranquilos, com a sensação de que tudo à sua volta anda bem.

cafunés - Adotar gato macho ou fêmea? Entenda as diferenças

Cafunés, massagens e a companhia do tutor são imprescindíveis para que se sintam seguros.

 

 

Quando o assunto é adotar gato, muito antes de pensar em optar por machos ou fêmeas, é preciso compreender o nível de responsabilidade esperada de um tutor de pet. Afinal, qualquer que seja sua escolha, todo animal merece respeito e os devidos cuidados.

Além disso, não é segredo para ninguém que o maior beneficiado com a adoção é sempre o ser humano, que recebe em troca o companheirismo e a beleza da inocência desses seres inigualáveis.

Ficou com alguma dúvida sobre adotar gato macho ou fêmea, ou tem alguma dica sobre o assunto? Compartilhe com a gente! Você poderá ajudar outras pessoas!

Cadastre-se em nossa newsletter