Você sabe por que os brinquedos para calopsitas são tão importantes?

Por serem extremamente curiosas, as calopsitas têm uma grande necessidade de brincar e interagir, seja com outros psitacídeos da mesma espécie, com o tutor e, principalmente com objetos.

Essa é uma das principais razões para que você compre ou faça alguns brinquedos para calopsitas.

 

Calopsitas brincam?

Apesar de não serem brincadeiras tão ativas quanto às de cachorros e gatos, as calopsitas gostam muito de brincar e se divertir. Elas se distraem facilmente com qualquer objeto pendurado, coisinhas brilhantes, pequenas e que elas possam levantar com o bico, carregar, virar. Quando estão com seus tutores, se entretêm com roupas, botões, brincos e se sentem muito atraídas por diferentes texturas.

A diversão não se resume à interação com objetos. A calopsita gosta muito de interagir com as mãos de seu tutor, de ser chamada para vir voando ou correndo ao seu encontro. Também gosta de brincar com outras calopsitas, de cutucar umas às outras, subir no rabinho da outra para ser arrastada por ela, entre outras provocações. Os períodos de brincadeira são fundamentais para o bem-estar da ave.

 

Interagir com as mãos - Brinquedos para calopsitas: por que eles são tão importantes

Calopsitas também gostam de interagir com as mãos do tutor.

 

Diferentes maneiras de se divertir

Elas encontram as mais variadas formas de se entreter, pois qualquer coisa pode se tornar brinquedos para calopsitas. Se divertem escalando o próprio viveiro, se distraem com cordinhas, fitinhas, redes e argolas penduradas.

Também amam balançar, seja em uma redinha, balancinho ou escadinha pendurada na horizontal, além de subir em plataformas e obstáculos. Esses brinquedos para calopsitas, normalmente, são produzidos em madeira e encontrados facilmente em lojas especializadas.

brinquedos em madeira - Brinquedos para calopsitas: por que eles são tão importantes

Brinquedos em madeira são os mais indicados para calopsitas.

 

Por ser um ato instintivo, as calopsitas também se divertem muito bicando palitos, madeira, papéis, cascas e palha; roendo e destruindo coisas com o bico.

Outro instinto dos psitacídeos em geral e que proporciona um enriquecimento ambiental muito grande para a calopsita é o forrageamento, a exploração. Ele pode ser feito utilizando uma bandeja de plástico com palha, casca de árvore ou papel picado, acrescentando algum petisco escondido para a ave ciscar, explorar e encontrar.

Além de manterem a calopsita entretida, essas opções proporcionam uma grande qualidade de vida, aliviam o estresse e trazem muitos benefícios para a saúde da ave como um todo.

Artigos Relacionados

 

Brinquedos para calopsitas: quais os mais indicados?

Uma ave que fica muito tempo presa a uma gaiola e sem acesso a brinquedos pode desenvolver diversos transtornos psicológicos, como estresse, ansiedade, agitação e barulhos excessivos, além de estarem mais propensas a doenças, ao arrancamento de penas e até à automutilação.

Entretanto, ao disponibilizar brinquedos para calopsitas, estes devem ser próprios para a espécie. No mercado, existe uma grande variedade de opções como balanços, poleiros, tocas, cabanas, bolinhas, escadas, cordinhas, palitos, playgrounds, etc.

Também é possível produzir alguns brinquedos em casa, utilizando galhos de árvore, rolos vazios de papel higiênico, papel toalha, palitos de picolé, miçangas, casca de milho, pinhas e papéis picados. Essas são ótimas opções para tutores com uma grande quantidade de aves.

Brinquedo de palito e miçanga - Brinquedos para calopsitas: por que eles são tão importantes

Brinquedo feito com palitos de picolé e miçangas.

Cuidados a serem tomados com brinquedos para calopsitas

Existem algumas precauções importantes na hora de adquirir um brinquedo para a calopsita.

 

Brinquedos próprios para calopsitas

Nunca se deve oferecer à ave um brinquedo que não seja próprio para ela (como brinquedos de criança, cachorro ou gato), pois a ave tende a roê-lo e o material pode ser tóxico para ela. Além disso, por não ser adequado, pode machucar, cair sobre a ave ou até mesmo derrubá-la.

 

Produzidos em madeira

Dê preferência aos brinquedos produzidos em madeira crua (madeira natural), pois a tinta e corante utilizados para colorir o brinquedo podem intoxicar a ave. Caso o brinquedo seja pintado, dê preferência aos tingidos com corante alimentício.

 

Atenção aos brinquedos de plástico

Como calopsitas possuem um bico muito forte, pode acontecer da ave arrancar e engolir pedaços do brinquedo, ou ainda prender ou quebrar o bico em frestas e emendas, por isso é necessário ter muito cuidado.

 

Evitar brinquedos com muitas partes em metal

O metal é outro material que pode intoxicar a ave, por isso é essencial dar preferência aos brinquedos que tenham metal apenas nas partes para prendê-los e que o animal não tenha acesso e nem consiga roer essa parte.

É importante estar atento também aos fechos que penduram os brinquedos na gaiola (os mosquetões) e optar pelos que são de pressão, em formato G. Pois os de apertar podem prender ou quebrar o bico da ave, machucar e até cortar seus pezinhos.

Essa mesma precaução vale para os brinquedos que possuem guizos.

 

Cordinhas e fitas

Apesar de parecerem inofensivas, as cordinhas e fitas também necessitam de atenção para que não soltem fiapos que podem enrolar nos pezinhos da calopsita, causando problemas, inclusive a amputação de dedos.

 

Papéis sem tinta

Os papéis picados colocados no forrageamento devem ser brancos e sem impressão. A tinta também pode causar danos à saúde da calopsita.

 

Brinquedos com partes que podem se soltar ou prender a ave

Esteja atento a brinquedos com partes que podem se desencaixar e deixar a ave presa, como argolas que se enroscam no bico, na cabeça ou no corpo.

Ao tomar esses cuidados, o tutor pode ter certeza de que estará proporcionando um ambiente seguro e muito saudável para sua ave.

Ficou com alguma dúvida ou tem alguma dica sobre brinquedos para calopsitas? Compartilhe com a gente deixando seu comentário. Você poderá ajudar outros tutores!

 

Colaboração: Daniele Melki

Colaboração: Daniele Melki

Daniele é de Belo Horizonte (MG), tutora de aves há seis anos. Apaixonada, em especial, por psitacídeos, atualmente tem 20 aves: uma arara canindé, dois ring necks, dois agapornis, 12 calopsitas e três periquitos.

 

No Instagram, gerencia o perfil @naruto_e_sua_turma, que é focado em compartilhar enriquecimento ambiental e alimentação saudável para aves, e em mostrar todo amor e cuidado que tem com seus filhos de penas.

Cadastre-se em nossa Newsletter